Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

 

PROPOSTA DE CORRECÇÃO DO 3º TESTE DE GEOGRAFIA –10º Ano
Novembro de 2008
 
1.1- 0,98
1.1.1-         Passar a ter menos um filho leva a que não haja renovação de gerações, envelhecimento da população e diminuição da população absoluta.
1.2- Emancipação da mulher, os filhos são vistos como fonte de despesas, custo de vida elevado (habitação, alimentação...), desemprego / crise económica.
1.3- 15000 pessoas.
1.3.1- A população aumentou (15000 pessoas) mas foi pouco.
2- Diminuição da TN e da T Fecundidade, dificuldade na renovação de gerações, maternidade mais tarde, diminuição da TM e aumento da EMV (natalidade compensava): levou a um duplo envelhecimento.
3- O crescimento da população deveu-se essencialmente ao crescimento migratório, pois o crescimento natural (embora positivo) foi quase sempre muito inferior (excepção feita aos anos de 91 e 92).
4.1- temporária / sazonal
4.2- Precariedade dos contratos, situação económica e social do país (facilidade em emigrar com a abolição das fronteiras), internacionalização das empresas portuguesas.
 
5.1- PALOP, Brasil e também dos países do Leste da Europa.
5.2- 1 Os – Facilidade da língua e ligações históricas e culturais; 2 os – alterações nos países de leste, e os conflitos étnicos que as acompanharam.
5.1- Envelhecimento da população mais idosa.
5.2- Diminuição da TN e da T Fecundidade, não renovação de gerações, aumento da EMV e diminuição da TM.
5.3- Aumento dos encargos sociais com as pensões diminuição da inovação, perda de rentabilidade social aumento das despesas com a 3ª idade.
5.4- Forma de compensar a diminuição da entrada de descontos para a segurança social provocada pelo envelhecimento e diminuição da população activa no futuro.
 
6.1- Características rurais da população, falta de métodos contraceptivos, inexistência da escolaridade obrigatória, mulher era mãe e dona de casa.
6.2- Diminuição dos estrato jovens (estreitamento na base) diminuição dos estratos etários masculinos 25 aos 39 anos.
6.3- Êxodo rural, alteração do modo de vida, mentalidade e integração da mulher no mercado de trabalho.
6.4- Regresso das populações vindas das ex-colónias (muitas crianças).
6.5- Mais idosos no centro e Alentejo; mais jovens no norte e ilhas; Lisboa e Algarve situação intermédia.
 
7.1- Índice de envelhecimento = pop com + de 65 anos/ pop total. A maioria das regiões tem um envelhecimento superior à média nacional (110%). Assim, a população portuguesa está muito envelhecida.
7.2- Alentejo e centro.
7.3- Baixa TN e movimento migratórios.
7.4- Tem um envelhecimento menor porque tem mais TN, e T Fecundidade, logo tem uma população mais jovem e terá menos problemas ao nível dos índices de dependência de idosos e total.
 
OBS: Esta proposta contém apenas tópicos de resposta; nos testes deverão ser sempre dadas respostas completas.