Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

aviso_SAPO

A Dinamarca tem um problema de primeiro mundo – poucos bebés – e já fez de tudo para incentivar os seus habitantes a procriar, desde organizar eventos de massas temáticos, lançar sites românticos, aumentar o número de babysitters nocturnas ou até premiar testes de gravidez positivos.

Agora, a cidade de Thisted, com 14.000 habitantes, foi mais longe e ameaçou desactivar alguns serviços públicos que, ultimamente, têm estado semi-vazios, como creches, escolas e locais de entretenimento para crianças.

No entanto, autarcas e habitantes chegaram a um entendimento: numa reunião camarária, depois do ultimato dos políticos, os cidadãos prometeram aumentar o número de crianças na pequena cidade.

“Tivemos uma audiência com a comunidade local e perguntamos-lhes o que poderíamos fazer para que estas instituições permanecessem abertas, uma vez que nascem tão poucos bebés. Uma das organizações de cidadãos sugeriu este acordo”, explicou Lars Sloth, presidente da autarquia.

A ideia, recebida como “estranha”, acabou por cair no goto de autarcas e cidadãos. A Dinamarca é um dos países europeus com menor taxa de nascimentos – 1,7 crianças por família, num ranking negativo liderado por Portugal – mas a taxa de Thisted é ainda menor: 1,6 crianças por família.

“Hoje, os jovens preferem cidades maiores. Thisted é uma zona muito bela, mas vazia. Não se passa grande coisa aqui”, concluiu o Lars Sloth. No entanto, o responsável admitiu que a população está “muito entusiasmada” com o novo plano, sobretudo os mais jovens. “Também tem havido interesse de outras regiões, por isso vamos ver no que isto dará”.

Foto: markheybo / Creative Commons