Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Esta foto mostra grandes pedaços de gelo marinho que se afastam da costa da Antártida. Captada a 22 de abril de 2021, mostra a redução sazonal o gelo, à medida que a primavera se transforma em verão. Na década de 1980, a Antártida perdeu 40 biliões de toneladas (36,3 billiões de toneladas métricas) de gelo todos os anos. Na última década, esse número foi estimado nuns impressionantes 252 biliões de toneladas (229 biliões de toneladas métricas) por ano. Fonte da imagem: Maxar
12 Jan, 2021

O glaciar Columbia

O glaciar Columbia, no sudeste do Alasca, é um dos blocos de gelo em recuo mais rápido do mundo. Desde a década de 1980, o glaciar perdeu mais da metade de seu volume total, o que levou a um recuo do gelo mais de 19 quilómetros para norte. Em 2008, o glaciar recuou para o topo da enseada circundante e dividiu-se em glaciares separados que continuaram a formar-se (quebraram no final) em várias frentes desde então. Fonte: Overview
Dá-se o nome de "Permafrost" ao tipo de solo que se encontra no Ártico, ou nas regiões mais setentrionais do globo. É composto por terra, gelo e rochas permanentemente congelados (do inglês perma = permanente, e frost = congelado, ou seja: solo permanentemente congelado). Esta camada é recoberta por uma camada de gelo e neve que, no inverno chega a atingir 300 metros de profundidade em alguns locais, mas durante o verão derrete e fica apenas com 0,5 a 2 metros de (...)
Para comemorar hoje o Dia Mundial dos Oceanos, apresentamos esta imagem aérea de recifes de coral fluorescentes ao largo da costa da Nova Caledónia - uma ilha francesa no Pacífico Sul. Esta imagem do documentário “Chasing Coral” retrata um fenómeno raro e belo, mas trágico, que certos recifes experimentam antes da morte, em resposta ao excesso de exposição ao sol e à elevação da temperatura do oceano. Recifes como este estão desaparecendo nos eventos massivos de (...)
Um dos glaciares mais importantes do mundo voltou a crescer... mas não é boa notícia.Em 2015, o Jakobshavn da Gronelândia perdeu um bloco do tamanho de Manhattan. Agora está a espessar mas será temporário.        26/03/2019 às 21:00Estudo da NASA mostrou inversão temporária.  Há pouco menos de quatro anos, um dos maiores glaciares do mundo, considerado um estandarte do aquecimento global pela sua rápida e assustadora diminuição nas últimas décadas, era notícia por (...)
As alterações climáticas ameaçam destruir os progressos feitos ao nível da saúde mundial nos últimos 50 anos. A conclusão é de um novo estudo da Lancet e da London’s Global University (UCL), apoiado pela Organização Mundial da Saúde.  “Encaramos as alterações climáticas como um grande problema de saúde e esta situação é frequentemente negligenciada pela esfera (...)
Segundo um estudo recente do VTsIOM – instituto público de sondagens russo, quase 40% da população russa acredita que o aquecimento global é uma invenção e motivo de especulação.   Para 39% dos entrevistados, cinco pontos acima do valor de há 10 anos, “o aquecimento global é um problema inventado e um tema de especulação usado por quem joga com o medo (...)
Os ursos polares vão extinguir-se caso o aquecimento global não seja travado. A conclusão é de um novo estudo elaborado pelo Governo dos Estados Unidos.  No documento, onde a administração de Obama traça um plano de recuperação para a espécie, os Serviços de Pesca e Vida-Selvagem indicam que “o passo mais importante a dar para a conservação do urso polar é uma (...)
Em 2014, os principais indicadores das alterações climáticas da Terra voltaram a reflectir a tendência de um planeta cada vez mais quente, com vários indicadores – como o aumento das temperaturas globais, aumento do nível da água do mar e emissões de gases com efeito de estufa – a estabelecerem novos recordes.  A conclusão é do Relatório sobre o Estado do Clima em 2014 (...)