Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog recolhe e organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

As notícias referem que aumenta a tensão na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia e esta fotos são a imagem da pressão que a Rússia tem vindo a fazer. O juntar de forças militares russas ao longo da fronteira com a Ucrânia é visível desde de 19 de janeiro. Veículos militares, tendas de grupos de batalha e outros equipamentos foram agrupados em Yelnya, Rússia (257 km da Ucrânia) e Klimovo, Rússia (13 km da Ucrânia), respectivamente. Cerca de 100.000 tropas russas foram (...)
29 Nov, 2020

Oleshky Sands

Nesta foto a areia mistura-se com a neve em Oleshky Sands, um deserto semi-árido do sul da Ucrânia. Esta região de 161 quilómetros quadrados, situada no interior da costa ucraniana do Mar Negro, contém dunas de areia de até 5 metros de altura e é o segundo maior deserto da Europa. Devido à sua temperatura e quantidade de precipitação é muitas vezes qualificado como um semideserto. Com 15 km de diâmetro, está cercado por uma floresta muito densa, que foi plantada para (...)
O maior acidente nuclear da história da humanidade mudou a vida de milhares de pessoas que viviam nas imediações da central de Chernobyl. A população da região foi evacuada e definida uma zona de exclusão. Mas desde há 30 anos há quem resista à ameaça de um veneno radioativo invisível. Aos 87 anos, Maria Petrovna é um dos exemplos de persistência numa zona onde um acidente ditou o destino da região ao quase abandono. Maria tinha 57 anos quando, em 1986, um acontecimento (...)
Prypyat mon Amour (2012)A tragédia nuclear de Chernobyl aconteceu quando Alina Rudya, hoje com 30 anos, era bebé. Alina, que vivia na então cidade soviética de Pripyat – o pai trabalhava na central de Chernobyl – regressou pela primeira vez à sua região natal em 2012, para desenvolver o trabalho fotográfico Prypyat mon Amour. “Tirei fotografias de locais que, de alguma forma, se relacionaram com a minha (...)